Câmara Municipal de Lisboa:
Pesquisar neste site: 
Museu da Cidade > Lisboa > 3D Lisboa 1755
3D Lisboa 1755
A reconstituição 3D da cidade em 1755 tem por base uma das obras mais emblemáticas do Museu da Cidade, a Maqueta de grandes dimensões, executada entre os anos de 1955 e 1959 por Ticiano Violante, com orientação do olisipógrafo Gustavo de Matos Sequeira, para a exposição Reconstrução da Cidade depois do Terramoto de 1755 (Palácio Galveias – 1955).

Iniciado em Junho de 2005, o projecto compreende a reconstituição virtual rigorosa da totalidade da maqueta, contemplando:

– Reconstituição 3D de 23 pontos notáveis: Terreiro do Paço, Paço da Ribeira, Alfândega, Terreiro do Trigo, Palácio Corte Real, Rossio, Palácio dos Estáus, Convento de S. Domingos, Hospital Real de Todos os Santos, Convento de Santo Antão o Novo, Convento de S. Francisco da Cidade, Convento do Carmo, Igreja de S. Roque, Convento de S. Bento da Saúde, Casa dos Bicos, Chafariz del Rei, Chafariz de Dentro, Sé,
Convento da Graça, Convento de S. Vicente, Igreja de Sta Engrácia, Palácio das Necessidades e Rua Nova dos Ferros.

– A apresentação de panoramas que permitem a relação interactiva do utilizador com o objecto da Maqueta;

– A apresentação de percursos pré-definidos que estabelecem um circuito pelos pontos notáveis.

Os conteúdos referidos encontram-se adaptados a diferentes tipos de suporte:

– Suportes multimédia interactivos, instalados em quiosques multimédia, touch screen, com visionamento VRML do objecto maqueta, para exploração individual;

Suporte multimédia para projecção local, com vista à sua apresentação a grupos de visitantes.

A concepção do projecto de reconstituição, o levantamento iconográfico e a investigação histórica, no âmbito da qual se procedeu ao cruzamento de fontes diversas (cartográficas, iconográficos, bibliográficas e manuscristas, entre outras), foram executados pelo Museu da Cidade, tendo servido de base de trabalho para a modelação tridimensional, pela empresa SWD Agency.

Com recurso à visualização da cidade em 3D, à reconstituição de 23 pontos notáveis que documentam, na 1ª metade do séc. XVIII, algumas ruas, praças, igrejas, conventos, edifícios públicos e palácios, muitos deles desaparecidos ou alterados na sequência do Terramoto de 1755, complementadas com a reconstituição virtual de percursos que estabeleciam diferentes circuitos na cidade, será agora possível conhecer melhor a Lisboa barroca.

Com este projecto, no âmbito dos Prémios APOM 2011, o Museu da Cidade foi distinguido com o Prémio Melhor Aplicação de Gestão Multimédia.

Está ainda prevista a publicação de monografias relativas a cada um dos pontos notáveis que, para além de uma breve contextualização e resenha histórico-artística do edifício, englobará explicação de cada uma das fases do processo de reconstituição, tanto do ponto de vista científico, como do ponto de vista gráfico. 

Galeria de Imagens
Convento de São Domingos e Hospital Real de Todos-os-Santos em 1755. 
Modelação 3D
Rua Nova dos Ferros em 1755.      
Pormenor da modelação 3D
Igreja de Sta Maria Maior (Sé) em 1755.      
Modelação 3D
Convento de São Vicente em 1755.      
Modelação 3D
Palácio Corte Real em 1750. 
Modelação 3D
Convento de São Bento. 
Modelação 3D
Convento da Graça em 1755.      
Modelação 3D
Casa dos Bicos em 1755. 
Modelação 3D
Convento do Carmo em 1755.      
Modelação 3D
Convento de Santo Antão em 1755.      
Modelação 3D
Terreiro do Trigo em 1755.      
Modelação 3D
Casario da Praça do Rossio em 1755.      
Pormenor da modelação 3D
Chafariz de Dentro em 1755. Modelação 3D
Chafariz del Rei em 1755. Modelação 3D
Convento de S. Francisco em 1755. Modelação 3D
Igreja e Casa Professa de S. Roque em 1755. Modelação 3D
Igreja de Santa Engrácia em 1755. Modelação 3D
   
© 2008 Câmara Municipal de Lisboa
União Europeia - FEDER
POS_Conhecimento
Câmara Municipal de Lisboa